PARCÃO CITY BOAÇAVA

Observando uma grande oportunidade de restaurar o interesse dos moradores pela Praça  Amundsen, no City Boaçava (Zona Oeste), e solucionar um antigo problema entre vizinhos, a Sociedade Amigos do Bairro City Boaçava (SAB) reuniu alguns frequentadores do local e procurou a assessoria do vereador Police Neto. O objetivo era buscar ajuda para implantar um ParCão. Felipe Melo Shigueru, que frequenta a região e trabalha cuidando e passeando com cachorros, conta que procurou a equipe do parlamentar, no ano passado, porque conhecia o projeto. “Depois dos pedidos de moradores da região, recorremos ao vereador. A ideia começou a tomar forma quando conhecemos Sandro Merida, da equipe do vereador”, diz Shigueru. “Ele nos visitou algumas vezes, escutou os pontos positivos e negativos do local e, após muita conversa, o ParCão começou a ser implantado. Foi uma obra relativamente rápida.” O ParCão foi inaugurado em janeiro de 2019.

Havia um conflito na praça entre tutores que queriam manter seus cães soltos e moradores que visitam a praça. “O ParCão é a alternativa para solucionar nossos problemas de convivência”, explica Shigueru. “Especialmente nos finais de semana, o número de moradores e visitantes aumentava muito e qualquer descuido com um cão solto da guia poderia provocar um acidente. Muitas vezes os donos não prestavam atenção no pet. Soltavam a guia e iam conversar, descansar ou ler. Por causa disso, tivemos acidentes envolvendo idosos e crianças.”

A iniciativa também está ajudando a resolver o problema de subutilização da Praça Amundsen. A Praça Barão Pinto, que fica duas ruas distante, recebia a maioria dos moradores da vizinhança. A implantação do ParCão City Boaçava trouxe vida nova para uma área grande que estava praticamente abandonada. Agora, na área cercada de quase 500 m2, tutores soltam seus pets da guia e podem correr livremente com eles ou apenas bater papo com outras pessoas que também amam animais e levam seus cães ao local. “Eu e outras duas pessoas da minha equipe usamos o ParCão todo dia das 8h às 14h. Levamos a nossa matilha, uma média de 40 cães por dia, em diferentes turnos”, diz o adestrador. Segundo ele, já é notável como aumentou o número de pessoas que têm frequentado o local.

Para a empresária e presidente da SAB, Silvia Maria Setti, a implantação do ParCão supriu uma necessidade grande do bairro. “Foi um ganho enorme para todos os moradores, o City Boaçava ganhou uma praça que vai ser de grande serventia. Achei de extrema necessidade, pois antes os cães causavam alguns acidentes, mas agora temos um espaço inteiramente dedicado para eles. São Paulo vai ganhar, Boaçava vai ganhar. Foi uma ótima parceria.”

GALERIA DE FOTOS

DEPOIMENTOS

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar